Header Ads

Quase 60 famílias são retiradas de casa por causa da cheia do Rio Machado, em Ji-Paraná

COMPARTILHAR NOTÍCIA
Quase 60 famílias são retiradas de casa por causa da cheia do Rio Machado, em Ji-Paraná

Mais de 50 famílias que moram em áreas de risco estão desalojadas no município de Ji-Paraná por causa do transbordamento do Rio Machado, que marcou na manhã desta sexta-feira (22) a cota de 11,33 metros. Outras nove famílias estão desabrigadas, segundo informou a Defesa Civil Municipal.


No bairro Duque de Caxias, um dos mais afetados pela cheia do rio, as residências ficaram alagadas e os moradores precisaram usar embarcações para saírem das casas com a mudança.

Segundo a coordenadora da Defesa Civil, Meire Zanettin, os bairros mais afetados são: São Francisco, Centro, Primavera, Casa Preta, entre outros pontos, que já apresentam alagamentos por causa do transbordamento de canais, atingindo também os bairros, Bela Vista e Dom Bosco. Cerca de 300 famílias residem em áreas de risco nas proximidades do Rio Machado.

Ainda segundo a Defesa Civil, todas as famílias desabrigadas estão alojadas no ginásio de esportes Adão Lamota, sendo assistidos pela prefeitura, e os desalojados foram para casa de parentes. “A probabilidade é que o Rio Machado suba ainda mais o nível porque o período chuvoso vai até março”, disse Meire Zanettin.

A Defesa Civil disponibiliza durante 24 horas o telefone de urgência 193 para as famílias que necessitarem de ajuda.

Problema causado pela chuva
As fortes chuvas que caíram em Ji-Paraná causaram vários transtornos para a cidade e um deles foi o risco de desabamento das cabeceiras da Ponte do Rio Urupá, localizada na RO-135, estrada que liga Ji-Paraná ao distrito Nova Londrina e BR-429.


Fonte: Rondoniagora

Quase 60 famílias são retiradas de casa por causa da cheia do Rio Machado, em Ji-Paraná