Publicidade
Publicidade
Publicidade 350x190
Publicidade 350x190

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Fogo consome área de mata equivalente a mais de 15 campos de futebol

Compartilhar Notícia no Twitter e Facebook


Fogo teve início na margem esquerda da BR-364, no Km 15 da rodovia. Duas residências chegaram a ser ameaçadas pelas chamas.

Um incêndio, que teve início por volta de 11h desta quarta-feira (26), destruiu quase dois quilômetros de mata e pastagem em poucas horas, na margem esquerda da BR-364, em Porto Velho.

A área, equivalente a mais de 15 campos de futebol, foi parcialmente consumida pelo fogo no ramal Santa Luzia,

Duas casas chegaram a serem ameaçadas pelo incêndio e uma delas teve parte do telhado incendiado, mas as chamas foram controladas por homens do grupo de combate e prevenção ao fogo (Prev Fogo) do Ibama.

Segundo o coordenador substituto do Prev Fogo, Hélio Moreira, o incêndio, que consumiu árvores, capim e galhos secos, se expandindo pela vegetação verde, não foi acidental. “Há indícios de que o foco tenha sido proposital”, salientou.

Com uma equipe de sete homens, a brigada de incêndio fez uma picada no meio a mata e isolou o fogo. “Vamos ficar monitorando o local por por pelo menos dois dias e se as chamas avançarem, tomaremos outras medidas para evitar mais prejuízos”, explicou Hélio Moreira.

Segundo o brigadista, o mato fechado foi a principal dificuldade enfrentada pelos combatentes. “Tivemos dificuldades para acessar a mata, mas conseguimos fazer uma picada e circundar o fogo, isolando-o e continuaremos aqui á noite”, comentou.

A notícia da permanência dos homens do Prevfogo na região agradou a aposentada Amália Rodrigues, de 75 anos. “Foram eles que apagaram o fogo quando as chamas atingiram o telhado de minha casa”, afirmou Dona Amália.

Ela reside com o marido José Pinto dos santos, de 63 anos, e com dois filhos e uma neta.

“Estão todos doentes. Meu marido sofre do coração, meus filhos estão com malária e minha neta está com dengue. Quando o fogo pegou no telhado, tomamos um susto, se os brigadistas não estivessem aqui teríamos morrido”, salientou, agradecendo aos combatentes do fogo.

De acordo com Hélio Moreira, as residências estão fora de perigo, mas, devido ao tempo seco, a observação deve ser mantida. O corpo de Bombeiros também esteve no local.


Fonte: G1/RO

Curta Nossa Página no Facebook - Clique na Imagem