Header Ads

Após aparecimento de rachaduras, pista do viaduto será reconstruída no Trevo do Roque, informa DNIT

COMPARTILHAR NOTÍCIA
http://cdn1.rondoniagora.com/uploads/noticias/2017/01/25/5888b1d059376.jpg
rachaduras na pista do viaduto no Trevo do Roque (foto: Rondoniagora)

Porto Velho: Pouco mais de dois meses após ser entregue, uma parte das pistas do complexo do viaduto do Trevo do Roque deverá ser reconstruída, segundo o setor de engenharia do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) em Porto Velho. Na última terça-feira (24), rachaduras foram percebidas na pista superior, sentido Candeias do Jamari, e se não forem fechadas, a longo prazo podem representar riscos aos motoristas.

“O que aconteceu ali foi uma falha na compactação do bordo do aterro da pista, não se sabe se por pressa ou por incapacidade mesmo da empresa. Mas a curto e médio prazo não representam riscos. Por isso, ontem a mesmo a empresa já começou a fechar as fissuras para evitar que a água continue entrando e danificando mais ainda”, explica Alan Lacerda, coordenador de engenharia do DNIT.

O complexo do Trevo do Roque foi liberado para trânsito no dia 3 de novembro de 2016, após sete anos do início da obra, em junho de 2009. Segundo o DNIT, foram gastos cerca de R$ 8 milhões somente na obra do complexo do Trevo do Roque.

Conforme a explicação o engenheiro, a passagem dos veículos sobre a pista fez com o aterro fosse cedendo mais, por conta da falha da compactação. Com isso, abriram-se trincas que precisam ser fechadas agora. “A empresa está fechando as trincas. É como se tivesse torneiras abertas e agora precisam ser fechadas, senão o problema será maior. Esse trabalho é paliativo e depois a empresa precisará refazer o serviço, colocando mais aterro, compactando e refazendo o asfalto”, esclarece Alan Lacerda.

O site RONDONIAGORA esteve na manhã desta quarta-feira (25) na pista do elevado do Trevo do Roque e constatou que a empresa estava fechando as trincas abertas pelo peso da passagem dos veículos. O local está sendo cimentado e a lateral do elevado também está sendo refeita. Os representantes da empresa não quiseram falar sobre o assunto.

Ainda conforme do Dnit, para que o serviço seja refeito é preciso haver alguns dias sem chuva e parte da pista deve ser interditada.

Após aparecimento de rachaduras, pista do viaduto será reconstruída no Trevo do Roque, informa DNIT

Após aparecimento de rachaduras, pista do viaduto será reconstruída no Trevo do Roque, informa DNIT

Fonte:  RONDONIAGORA