Publicidade
Publicidade
Publicidade 350x190
Publicidade 350x190

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Morte de Domingos Montagner se mistura com história de seu personagem em Velho Chico

Compartilhar Notícia no Twitter e Facebook


Domingos Montagner como Santo em Velho Chico Divulgação/Globo

Quem assiste a Velho Chico não tem como não relacionar a morte de Domingos Montagner com uma experiência vivida por Santo. Na trama, o personagem sofre um atentado e leva três tiros. Em cima de um cavalo, se arrasta até a beira do rio São Francisco e se deixa levar pelas águas. Naquele momento, Santo fez isso como uma última tentativa de se manter vivo, de escapar de seu algoz. Ele acabou sendo "abraçado" pelo rio e sua correnteza o levou para longe.

Após esta "fuga", Santo ficou desaparecido durante vários e vários dias. Foi dado como morto. Tereza (Camila Pitanga) e Bento (Irandhir Santos) relutavam a acreditar na morte do fazendeiro e fizeram buscas por toda a extensão do rio. Procuraram durante muito tempo pelas margens, até que desistiram. Mas Tereza, grande amor da vida de Santo, se recusava a acreditar em sua morte. Ela passou até a ter visões e a sentir que ele estava vivo.

Este sentimento levou a personagem de Camila até Santo. Muito ferido, ele estava sob os cuidados de índios numa aldeia escondida numa das ramificações do São Francisco. Foi como se Santo tivesse voltado da morte.

Como você pode notar, é impossível não fazer uma comparação entre a história da novela e o que aconteceu com Montagner, que também desapareceu nas águas do rio. Descontando todos os elementos do roteiro, personagem e ator fizeram o mesmo percurso e seus destinos se misturaram, só que com um triste desfecho na vida real.

Fonte: Odair Braz Junior, do R7

Curta Nossa Página no Facebook - Clique na Imagem