Publicidade
Publicidade
Publicidade 350x190
Publicidade 350x190

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Deputados evangélicos e católicos repudiam "cristofobia" na parada gay

Compartilhar Notícia no Twitter e Facebook

Com cartazes nas mãos, todos os parlamentares que integram as Frentes Parlamentares Evangélica, Católica e Mista em Defesa da Família gritaram "justiça" e rezaram o Pai Nosso no Plenário.


A votação da reforma política foi interrompida nesta quarta-feira (10/6) por um grupo de parlamentares que protestou com faixas e cartazes contra a performance de uma transsexual crucificada na parada de gay de São Paulo, ocorrida no último domingo (7/6).

Os deputados, que integram as Frentes Parlamentares Evangélica, Católica e Mista em Defesa da Família, gritaram “justiça”, rezaram o Pai Nosso e subiram na tribuna para exaltar os valores cristãos e evangélicos. O cartaz, distribuído em plenário, continha imagens da parada gay e das marchas das vadias e da maconha. Na faixa, a pergunta: "você é a favor disso?"

O presidente da Frente Parlamentar Evangélica João Campos (PSDB-GO) leu uma nota de repúdio na tribuna, em que ressalta a falta de respeito dos integrantes do movimento LGBT contra a cruz, símbolo religioso. "Os ativistas do movimento LGBT cometerem crime de profanação contra símbolo religioso, ferindo a todos os cristãos ao usarem uma pessoa pregada na cruz, utilizando símbolos do cristianismo de forma escandalosa, zombando e ridicularizando o sacrifício de Jesus", disse.

A nota é assinada também pelo deputado Givaldo Carimbão (PROS-AL), presidente da Frente Parlamentar Mista Católica Apostólica Romana, e pelo deputado Alan Rick (PRB-AC), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família.

Fonte: www.correiobraziliense.com.br / João Valadares

Curta Nossa Página no Facebook - Clique na Imagem